• Calendário dos Cardiopatas

  • Livro da Isa

  • Arquivos

  • Vamos votar no Hospital do Davi !

  • Categorias

  • Comentários

    angela maria em Inesquecível = Thiago Saia…
    amigosdocoracao em Aprovado “Teste do Coraç…
    Francine em Vamos ajudar Bauruenses!
    iraceli donato em Rondonópolis – MT aprova…
    amigosdocoracao em Cardiologia e Neonatologia da…
  • Agenda

    outubro 2009
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • mais acessados

  • Crianças do coração!

  • Enquete

  • Meta

  • Autores

  • Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

    Junte-se a 70 outros seguidores

Exercício físico é importante na reabilitaçãopacientes portadores de cardiopatias, doenças pulmonares ou metabólicas

O exercício físico, que comprovadamente leva à melhoria da qualidade de vida de seus praticantes, também é um importante aliado na reabilitação de pacientes portadores de cardiopatias, doenças pulmonares ou metabólicas. A prática dessas atividades, feita de maneira planejada, com a orientação de profissionais especializados e levando em conta as condições e limitação de cada um, possibilita combater com eficácia os principais fatores de risco cardiovascular, segundo destaca o dr. Carlos Alberto Hossri, cardiologista e responsável pelo Setor de Reabilitação Cardiopulmonar e Metabólica do HCor. Entre outros benefícios, reduz a pressão arterial, modula o sistema nervoso autônomo, aprimora o condicionamento aeróbico, reduz a massa gorda e os níveis de glicemia (açúcar sanguíneo).

Os pacientes que participam do Programa de Reabilitação Cardiopulmonar e Metabólica do HCor  implantado há dez anos, são exemplo desses benefícios. Nesse período, cerca de 1.200 pessoas passaram pelo Programa. Dentro das condições de cada um, tiveram melhoria da qualidade de vida e das condições de trabalho em função da realização de um programa desenvolvido por uma equipe multiprofissional – reunindo cardiologistas, nutricionistas, fisioterapeutas, psicólogos e profissionais de educação física -, que leva em conta as características e necessidades individuais. Muitos pacientes que passaram por cirurgias cardíacas fazem treinos regulares de corrida e, quando necessário, essa atividade é feita em companhia de um fisioterapeuta.

A orientação sobre a duração e a extensão dos exercícios deve seguir sempre uma base científica, conforme alerta o dr. Hossri. “Não se deve abusar”, enfatiza o cardiologista. Entretanto, se os exercícios são realizados com o planejamento e a orientação adequados, os resultados são excelentes. Ele destaca, a título de exemplo, um paciente portador de arritmia que depois de passar por um período de treinamento monitorado participou de uma corrida de dez quilômetros. “De paciente passou a atleta”, festeja o dr. Hossri. E esse não é um caso único. Do total de pessoas incluídas no Programa de Reabilitação, entre 15% e 20% participam regularmente de provas esportivas acompanhados por profissionais do HCor, dentro de uma prescrição individualizada, o que possibilita a reintegração do cardiopata ao mundo social e esportivo.

Os benefícios à saúde são comprovados cientificamente. O dr. Hossri cita estudos que confirmam a importância do treinamento físico dentro de um programa de reabilitação, ao reduzir os episódios de infarto em cerca de 30% e a mortalidade por causas cardíacas entre 20% e 30%. “São números extremamente expressivos. Eles mostram que uma simples ação coordenada de treinamento e orientação se transforma numa poderosa arma para salvar vidas”, conclui o cardiologista do HCor.

(Fonte:http://www.hcor.com.br/index.asp?Fuseaction=Conteudo&Menu=14,0,0,0&ParentID=14&Materia=880)

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: